Nova parceria abre caminho da publicidade programática para público infantil.

Por Mariana Barbosa.

A MediaMath, tradicional empresa de publicidade programática, e a start-up de marketing digital para crianças Kids Corp firmaram uma parceria para permitir que anunciantes do Brasil e de toda
a América Latina desenvolvam campanhas de mídia programática voltadas para crianças e adolescentes — em conformidade com as regras de publicidade infantil e leis de proteção de
dados de menores.

Hoje as leis dos EUA, Europa e do Brasil vedam o uso de cookies e de identificadores
de geolocalização para o público menor de idade, o que faz com que a maioria das plataformas
de mídia programática simplesmente bloqueie o inventário voltado para crianças e
adolescentes. As marcas que querem falar com o público infantil contornam essa limitação
se utilizando da produção de conteúdo para veicular suas mensagens, seja por meio de de influenciadores ou de conteúdo próprio. 

“É a primeira vez que uma plataforma programática se integra com um inventário seguro e que esteja em conformidade com toda a regulação na América Latina”, diz Demian Faletschi, fundador e CEO da Kids Corp.

A MediaMath vai utilizar o filtro KidSafe-Filter desenvolvido pela Kids Corp para garantir que todas as impressões de anúncios dirigidos a crianças e adolescentes por meio de sua plataforma sejam seguras e livres de identificadores pessoais. Além disso, todas as peças publicitárias passarão pelo crivo de moderadores da Kids Corp, para assegurar que estejam em conformidade com as regulamentações de publicidade infantil cada país da América Latina. Fundada na Argentina,
a Kids Corp é focada em viabilizar ações de marketing para o universo infantil e adolescente que sejam seguras e relevantes, garantindo a proteção da privacidade e em conformidade com a regulamentação.

A americana MediaMath é um dos raros grandes players independentes em um setor dominado por gigantes de tecnologia, como Google ou Amazon. A empresa já levantou US$ 500 milhões
em aportes e segundo, noticiou o The Wall Street Journal na semana passada, contratou
assessores para buscar um comprador para o negócio.

Artículo Original:
https://blogs.oglobo.globo.com/capital/post/parceria-abre-o-caminho-da-publicidade-programatica-para-publico-infantil.html